SINDSERV - BEBERIBE

SINDSERV - BEBERIBE
SERVIDOR PÚBLICO DEVE SER PRIORIDADE!!!

terça-feira, 25 de abril de 2017

Fetamce disponibiliza panfleto para mobilizar trabalhadores para a Greve Geral de 28 de abril


A Fetamce está disponibilizando para os sindicatos panfleto sobre a greve geral, para que reproduzam. O objetivo é usar o material na mobilização para os atos de 28 de abril. Foram produzidas duas opções, uma colorida e e outra preto/branco, além de ter sido deixado espaço para que o sindicato insira seu logotipo.
 
Baixe os arquivos abaixo:
 
                     

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Frente Brasil Popular e CUT Ceará inscrevem para Conferência Estadual Sindical e Popular

A Conferência Estadual Sindical e Popular, em Fortaleza, dará início à programação do Dia do/a Trabalhador/a no Ceará. Em parceria com a Frente Brasil Popular no estado, a CUT-CE realizará diversas atividades em seu 1º de Maio de 2017. A conferência segue com inscrições abertas até a próxima terça-feira (25/4) e as vagas são limitadas – direcionadas a sindicalistas e representantes de movimentos sociais. Evento vai ocorrer durante toda a manhã e parte da tarde no Sindicato dos Bancários do Ceará (Rua 24 de Maio, 1.289 - Centro). De lá, os participantes se concentrarão para o ato unificado das centrais sindicais.
Durante a Conferência, haverá o lançamento político do Congresso Extraordinário da CUT-CE e, paralelamente, o lançamento ainda do Plano Popular de Emergência da Frente Brasil Popular (FBP), com a realização de debates e Grupos de Trabalho na sequência. O Plano Popular de Emergência da FBP foi construído pela comissão operativa ampliada, com representações de todos os setores.
Plano Popular de Emergência da FBP
A Frente Brasil Popular apresenta suas propostas para restabelecer a ordem constitucional democrática, defender a soberania nacional, enfrentar a crise econômica, reverter o desmonte do Estado e a desnacionalização da economia, para salvar e aprofundar as conquistas históricas do povo trabalhador.
O Programa de Emergência representa uma alternativa imediata para enfrentar a presente crise política, social e econômica, crise gestada e aprofundada pela agenda antipatriótica, antipopular, antinacional e autoritária dos golpistas. As proposições contidas no Programa têm como objetivo inverter, no mais curto espaço de tempo, os indicadores econômicos, sociais e políticos que resultaram do interregno golpista.
CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA CONFERÊNCIA:
. 8 horas: café da manhã
. 8h15: mística de abertura
. 8h30: lançamento político do Congresso Extraordinário da CUT-CE
. 9 horas: mesa temática de debates sobre o Plano Popular de Emergência da Frente Brasil Popular (FBP)
. 11 horas: Grupos de Trabalho (GTs)
. Meio-dia: apresentação das sínteses dos GTs
. 13 horas: mística de encerramento e almoço
. 14 horas: concentração e saída para o ato unificado das centrais do Dia do/a Trabalhador/a
Última atualização: 24/04/2017 às 11:53:49

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Maioria dos deputados cearenses é contra reformas - Sindserv/Beberibe

Levantamento feito pelo jornal O Povo aponta que a maioria dos parlamentares cearenses consideraram as medidas do governo prejudiciais aos trabalhadores. Eles se referem às reformas da Previdência e trabalhista
 
A maioria dos deputados federais cearenses se posiciona de forma contrária às reformas da Previdência e trabalhista que tramitam na Câmara dos Deputados.
 
Levantamento feito pelo O POVO aponta que 11 parlamentares não apoiam o texto atual da reforma previdenciária. Outros dez votariam também contra o texto da reforma trabalhista caso a votação ocorresse hoje.
 
Pelo menos oito deputados ainda não têm posição definida e afirmam que devem estudar o texto apresentado nas comissões especiais. A minoria se coloca favorável às alterações na legislação. Apenas dois votariam a favor da reforma previdenciária e três apoiariam a nova legislação trabalhista.
 
Nomes da base aliada do presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara têm postura contrária às medidas consideradas como prioridade da gestão peemedebista. Um deles é o deputado Vitor Valim (PMDB), que prevê prejuízo ao trabalhador caso haja a aprovação das duas medidas na Casa.
 
 
“Esses partidos que defendem as reformas têm que levar essas propostas para a eleição de 2018. Não me sinto com legitimidade para votar se a gente não discutir esses assuntos nas eleições”, criticou o peemedebista.
 
O deputado Ronaldo Martins (PRB), também da base de Temer, diz ter comunicado ao partido que vai votar contra as duas pautas. “Acho que houve pouco avanço nas alterações (da reforma da Previdência) e há outras formas de o governo atualizar as leis sem prejudicar o trabalhador”, afirma.
 
Impopulares, as pautas têm dificuldades para receber apoio público de aliados do governo. Vaidon Oliveira (DEM), Aníbal Gomes (PMDB), Moses Rodrigues (PMDB), Genecias Noronha (SD) e Adail Carneiro (PP) disseram ainda estar analisando os textos que geram polêmica há várias semanas. As duas matérias ainda não foram apreciadas nas comissões especiais.
 
Manobra
 
Após a derrota da última terça-feira, 18, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), colocou em votação mais uma vez requerimento para acelerar a tramitação da reforma trabalhista na Câmara.
Houve protesto da oposição.
 
Dessa vez, a base do governo conseguiu aprovar o regime de urgência na noite de ontem, com 287 votos favoráveis e 144 contrários. Dos 15 cearenses que votaram, seis ajudaram na aprovação do requerimento.
 
Maia comemorou a vitória do governo. “Ontem foi um descuido pessoal meu e alguma insatisfação na base, mas estou, como brasileiro, muito feliz”, declarou Maia, ao deixar o Plenário.
 
Saiba mais
 
Com a leitura do relatório pelo deputado Arthur Maia (PPS-BA), sobre a proposta de reforma da Previdência na comissão especial da Câmara, os parlamentares definiram o calendário de tramitação da matéria. A previsão é que o parecer de Maia seja votado na comissão no dia 2 de maio.
 
Dos cearenses que votaram na urgência da tramitação da reforma da previdência, a maioria se posicionou contrária. Os parlamentares André Figueiredo (PDT), Chico Lopes (PCdoB), José Airton (PT), José Guimarães (PT), Leônidas Cristino (PDT), Odorico Monteiro (PROS), Ronaldo Martins (PRB) e Vitor Valim (PMDB) votaram contra o requerimento de urgência. A deputada Luizianne Lins (PT) obstruiu a pauta.
 
Já os deputados Adail Carneiro (PP), Domingos Neto (PSD), Gorete Pereira (PR), Moses Rodrigues (PMDB), Paulo Henrique Lustosa (PP) e Vaidon Oliveira (DEM) votaram a favor.
 
 
Com informações do Jornal O Povo

quinta-feira, 20 de abril de 2017

DEMONSTRATIVO DE DISTRIBUIÇÃO DA ARRECADAÇÃO - 20042017



BEBERIBE - CE
FPM - FUNDO DE PARTICIPACAO DOS MUNICIPIOS
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
10.04.2017PARCELA DE IPIR$ 166.400,23 C
PARCELA DE IRR$ 942.641,77 C
RFB-PREV-PARC53R$ 44.456,32 D
RETENCAO PASEPR$ 11.090,41 D
DEDUCAO SAUDER$ 166.356,29 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 221.808,39 D
TOTAL:R$ 665.330,59 C
20.04.2017PARCELA DE IPIR$ 59.832,66 C
PARCELA DE IRR$ 224.879,57 C
RETENCAO PASEPR$ 2.847,11 D
DEDUCAO SAUDER$ 42.706,82 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 56.942,44 D
TOTAL:R$ 182.215,86 C
TOTAISPARCELA DE IPIR$ 226.232,89 C
PARCELA DE IRR$ 1.167.521,34 C
RFB-PREV-PARC53R$ 44.456,32 D
RETENCAO PASEPR$ 13.937,52 D
DEDUCAO SAUDER$ 209.063,11 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 278.750,83 D
DEBITO FUNDOR$ 546.207,78 D
CREDITO FUNDOR$ 1.393.754,23 C
ITR - IMPOSTO TERRITORIAL RURAL
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
10.04.2017RETENCAO PASEPR$ 17,81 D
DEDUCAO SAUDER$ 334,01 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 445,35 D
ITR-NAO CONVENR$ 2.226,76 C
TOTAL:R$ 1.429,59 C
20.04.2017RETENCAO PASEPR$ 1,66 D
DEDUCAO SAUDER$ 31,27 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 41,70 D
ITR-NAO CONVENR$ 208,52 C
TOTAL:R$ 133,89 C
TOTAISRETENCAO PASEPR$ 19,47 D
DEDUCAO SAUDER$ 365,28 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 487,05 D
ITR-NAO CONVENR$ 2.435,28 C
DEBITO FUNDOR$ 871,80 D
CREDITO FUNDOR$ 2.435,28 C
FUS - FUNDO SAUDE
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
10.04.2017ORIGEM FPMR$ 166.356,29 C
ORIGEM ITRR$ 334,01 C
ORIGEM IPMR$ 232,13 C
TOTAL:R$ 166.922,43 C
20.04.2017ORIGEM FPMR$ 42.706,82 C
ORIGEM ITRR$ 31,27 C
ORIGEM IPMR$ 83,46 C
TOTAL:R$ 42.821,55 C
TOTAISORIGEM FPMR$ 209.063,11 C
ORIGEM ITRR$ 365,28 C
ORIGEM IPMR$ 315,59 C
DEBITO FUNDOR$ 0,00 D
CREDITO FUNDOR$ 209.743,98 C
IPM - IPI EXPORTACAO - COTA MUNICIPIO
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
10.04.2017DEDUCAO SAUDER$ 232,13 D
IPM IPI-MUNICR$ 1.238,06 C
TOTAL:R$ 1.005,93 C
20.04.2017DEDUCAO SAUDER$ 83,46 D
IPM IPI-MUNICR$ 445,17 C
TOTAL:R$ 361,71 C
TOTAISDEDUCAO SAUDER$ 315,59 D
IPM IPI-MUNICR$ 1.683,23 C
DEBITO FUNDOR$ 315,59 D
CREDITO FUNDOR$ 1.683,23 C
CID - CIDE-CONTRIB. INTERVENCAO DOMINIO ECONOMICO
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
12.04.2017PASEP MUNICIPIOR$ 236,31 D
COTA-MUNICIPIOR$ 23.631,79 C
TOTAL:R$ 23.395,48 C
TOTAISPASEP MUNICIPIOR$ 236,31 D
COTA-MUNICIPIOR$ 23.631,79 C
DEBITO FUNDOR$ 236,31 D
CREDITO FUNDOR$ 23.631,79 C
RPM - ROYALTIES PETROLEO COTA MUNICIPAL
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
03.04.2017ANP LEI 7990/89R$ 7,85 C
TOTAISANP LEI 7990/89R$ 7,85 C
DEBITO FUNDOR$ 0,00 D
CREDITO FUNDOR$ 7,85 C
FUNDEB - FNDO MANUT DES EDUC BASICA E VLRIZ PROF EDUC
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
04.04.2017ORIGEM ICMS ESTR$ 215.593,71 C
10.04.2017ORIGEM ITRR$ 57,58 C
ORIGEM IPI-EXPR$ 1.844,10 C
ORIGEM FPER$ 276.267,12 C
ORIGEM FPMR$ 195.973,75 C
TOTAL:R$ 474.142,55 C
11.04.2017ORIGEM IPVAR$ 28.605,78 C
ORIGEM ICMS ESTR$ 40.884,82 C
TOTAL:R$ 69.490,60 C
12.04.2017ORIGEM IPVAR$ 40.671,35 C
17.04.2017ORIGEM ITCMDR$ 4.410,73 C
18.04.2017ORIGEM IPVAR$ 32.944,32 C
ORIGEM ICMS ESTR$ 233.201,03 C
TOTAL:R$ 266.145,35 C
20.04.2017ORIGEM ITRR$ 8,56 C
ORIGEM IPI-EXPR$ 663,08 C
ORIGEM FPER$ 70.923,04 C
ORIGEM FPMR$ 50.310,19 C
TOTAL:R$ 121.904,87 C
TOTAISORIGEM ITRR$ 66,14 C
ORIGEM IPVAR$ 102.221,45 C
ORIGEM ITCMDR$ 4.410,73 C
ORIGEM IPI-EXPR$ 2.507,18 C
ORIGEM ICMS ESTR$ 489.679,56 C
ORIGEM FPER$ 347.190,16 C
ORIGEM FPMR$ 246.283,94 C
DEBITO FUNDOR$ 0,00 D
CREDITO FUNDOR$ 1.192.359,16 C
SNA - SIMPLES NACIONAL
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
03.04.2017SIMPLES NACION.R$ 223,31 C
04.04.2017SIMPLES NACION.R$ 3.995,53 C
06.04.2017SIMPLES NACION.R$ 15,30 C
10.04.2017SIMPLES NACION.R$ 21,17 C
11.04.2017SIMPLES NACION.R$ 2.419,75 C
12.04.2017SIMPLES NACION.R$ 142,57 C
13.04.2017SIMPLES NACION.R$ 20,00 C
17.04.2017SIMPLES NACION.R$ 10,00 C
18.04.2017SIMPLES NACION.R$ 10,00 C
19.04.2017SIMPLES NACION.R$ 9.043,48 C
20.04.2017SIMPLES NACION.R$ 165,37 C
TOTAISSIMPLES NACION.R$ 16.066,48 C
DEBITO FUNDOR$ 0,00 D
CREDITO FUNDOR$ 16.066,48 C
TOTAL DOS REPASSES NO PERIODO
DEBITO BENEF.R$ 547.631,48 D
CREDITO BENEF.R$ 2.839.682,00 C